Birras!

Sim, elas chegaram!
Meus filhos tem fama de serem calminhos, todo mundo fala isso. Eu sempre respondi que eles são calmos, tranquilos, e que nunca tinham feito birra, até ENTÃO...
Completaram 1 ano e 10 meses, e foi o marco... da birra!
Agora com muita frequência quando são contrariados eles choram. Rutinha a semana passada saiu do elevador, sentou no chão e abriu o bocão; tudo porque eu desci com eles no parquinho do prédio e o pai foi ao subsolo buscar alguma coisa no carro, e eu disse que ele voltaria.
Miguel hoje deu um show à parte. Acordamos tarde a tempo de ir para a igreja, então nos arrumamos para ir ao parque, já que de manhã o dia estava lindo.
Fomos os quatro para a garagem, e Miguel e Rute quiseram sentar nos bancos da frente do carro para xeretar um pouco. Deixamos eles lá uns cinco minutos, e resolvemos colocá-los na cadeira deles no banco de trás. Rutinha chorou um pouco e logo parou. Miguel... gritou, esperneou, se contorceu todo, queria voltar para o banco da frente. Confesso que o sangue subiu. Fiz cara de paisagem, falei com calma, alterei a voz, tentei de tudo, e nada! Resumo da ópera: não conseguimos colocar a fera na cadeira do carro, desistimos do passeio (passamos, eu e o maridex) muito nervoso e fomos para o parquinho do condomínio.
Que stress! Como pode uma criatura de 90 cm, que ainda nem fez 2 anos, dominar uma situação?
Se forçássemos ele um pouco mais para ficar na cadeirinha poderíamos até machucá-lo, por isso achamos que a melhor maneira naquela hora era desistir do passeio.
E vocês pais, como lidam com as famosas e terríveis birras?

5 comentários:

Bianca disse...

Ai Mim, A Duda já começou também, nossa fico desnorteada...... Se é contrariada, ela joga os brinquedos longe ou morde o que vê pela frente, cadeira, brinquedo, ela ou até mesmo eu.....
É muito dificil até hooje fui na base da conversA MAS COMO VC DISSE O SANGUE SOBE, meu marido viu isso hj no fds e le não tem muita paciência não.... mas o que fazer com um serzinho de 1 ao e 7 meses......
bjos tranquilos..... Bia e Duda

Pâmela disse...

Oi Ro! Aqui em casa, as ditas birras começaram cedo... Já faz um tempinho que a Lara, quando contrariada, briga ou chora. Na maioria da vezes ela fica lá chorando até se acalmar, mas paciência é ouro nesta hora né?! Afinal é a única maneira de expressarem o que sentem.
Converso explico a situação e aí digo que ela pode chorar, que eu sei que ela está brava e chateada, mas que não tem jeito... E não tem mesmo né!
Bjos

Gisleine disse...

A Bianca já faz isso há alguns meses e ela esta com 1a5m, não tem muito oq fazer Mimi... rs eu deixo lá chorando e qd ela se acalma vem dar bjs e fazer agrado pra ver se consegue oq não deixei. Estressar, gritar e bater não adianta... é paciência com esses pequenos e mto amor sempre.
Algumas vezes eu peço pra ela fazer o favor de guardar o objeto que não pode, ou ir pra cadeirinha pra sair qd ela não quer, resolve mais doq fazer na marra (isso no caso dela)
A Bianca faz um escândalo se alguém tira algo da mão na marra, mas se pedem pra entregar pra alguém ou guardar ela faz e fica tranqüila.
Bjs

Uma Mae das Arabias!!! disse...

Ro,

Ja tentou contar ate mil em arabe?

kkkkkk....brincadeiras a parte, o sangue sobe realmente.......

Eu comecei a colocar o Kassem "para pensar", 1 minutinho, assim ele acalma um pouco, eu respiro e ganho paciencia outra vez.

Foi o jeito que encontrei aqui em casa.

Beijos e fiquem com Deus

Barbrinha

Entre rosas e princesas disse...

ESta fase, as das birras, são complicadíssimas. A minha menor, Ana Luiza com 2 anos e 10 meses,sempre quer dar uns showzinhos, seja para não ir na cadeirinha, seja para que deixemos o vidro da janela do carro abaixado, ou para comer algo que não tem nenhum nutritivo, tipo balas...e por aí vai.
O que aprendi é que mesmo que depois de um não, eles continuem a chorar e você não se render aos mimos, da próxima eles não rpetirão mais...
Temos que ser irredutíveis em certas situações, porque eles nos testam e muito e se abrirmos um pouquinho...pronto, pegaram nosso farco.
bjs Mimi

Postar um comentário