Sim, fizemos FIV.

Resolvi fazer esse "relato" da FIV (Fertilização In Vitro), para incentivar aquelas pessoas que sonham em ser pais, para que elas nunca desistam dos seus sonhos.

Conheci meu Mimão quando eu tinha 34 anos. Desde então eu tinha tido dois relacionamentos sérios, mas que não resultaram em casamento.

Eu sempre sonhei em casar e ter filhos, mas precisava ser com a pessoa certa, ou melhor, com quem eu amasse. Sempre quis ter filhos em uma situação convencional, casada e com a situação financeira mais estável. Não que quem não casa ou não tem grana não possa ter filhos, mas para mim tinha de ser assim.
Aos 36 anos fui morar com meu Mimão, aos 38 anos casei oficialmente, com tudo o que tínhamos direito.
Só que o relógio biológico começou a pesar... Quando eu vi que não dava mais para empurrar essa questão da maternidade fui procurar um gineco obstetra. Eu já estava com 39 anos e passei com o Dr. Julio Augusto Jr (http://www.ipgo.com.br/  - http://www.conceive.com.br/  ), um excelente profissional.. Já na primeira consulta ela passou uma série de exames para mim e para o maridex, e deixou claro que a minha chance de engravidar naturalmente era de 5% por causa da idade. O Dr. Julio foi claro que eu deveria tentar por 6 meses, não mais que isso. Pesquisei muito a respeito e entendi perfeitamente os motivos (a ovulação diminui muito com a idade, aumentam as chances de anomalias cromossômicas, etc, etc).
Tudo certo com os exames, começamos as tentativas. Eu achei a fase tentante super desgastante, pois tínhamos dia “certo” para namorar, o que para mim virou obrigatório e mecânico.
Passados 5 meses, voltamos no Dr. Julio, refizemos alguns exames, fiz também a histerossalpingografia, e não tínhamos nenhum problema concreto que impedisse a gravidez. Aumentando a nossa preocupação e ansiedade, e depois de muita conversa com o Dr. Julio, ele recomendou que pensássemos em algum método de reprodução assistida. Resolvemos falar com a Dra. Daniella Castellotti, da mesma clínica (http://www.ipgo.com.br/  - http://www.castellotti.com.br/  ).
Dra. Dani fui super atenciosa e profissional, e explicou o porque da dificuldade de engravidar com a minha idade. Se quiséssemos optar por um método de reprodução assistida, tínhamos 3 opções: coito programado (minha chance de engravidar: 7%), inseminação artificial (15%) e fertilização in vitro com ICSI (30%). Optamos em fazer a FIV, pois as chances de sucesso eram bem maiores.
Comecei o tratamento no dia do meu aniversário, aos 40 anos, no 2º dia da menstruação. Tomei injeções subcutâneas para estimular a ovulação por cerca de 10 dias e acompanhava o crescimento dos óvulos através de ultrassom dia sim, dia não.
Marcamos a FIV, que a Dra. Dani fez em parceria com a http://www.huntington.com.br/  - aliás, diga-se de passagem, que clínica linda, profissionais competentes, um espetáculo.
Chegou o dia da retirada dos óvulos, e foram 19 óvulos! Sim, 19! Na minha idade, com a dosagem hormonal que tomei, as mulheres costumam produzir 4, 3 óvulos. Desses 19 óvulos, 18 estavam maduros, 14 fecundaram, e no dia da transferência dos embriões tínhamos 12 embriões para “escolher”.
No terceiro dia após a retirada dos óvulos, foram transferidos para o meu útero 4 embriões! Corajosa? Sim e não, pois foi algo extremamente bem pensado, levando em consideração a minha idade e também minha estrutura física para “aguentar” uma gestação de múltiplos.
Sofri um pouco com o tratamento da FIV, pois eu inchei demais, em apenas 15 dias eu tinha aumentado 10 kg, mas era pura água no organismo.
A nossa maior expectativa era: quantos bebês estou gerando? Eu sabia no meu coração que não eram 4, mas também que não era 1.
Na sexta semana de gravidez fomos fazer o ultra-som com a Dra. Dani, e ouvi:


- Que bom, são dois!
Eu e o maridex choramos de alegria, pois nosso sonho sempre foi ter gêmeos.
Na 14º semana de gravidez descobrimos os sexos: um menino e uma menina, um garotão e uma princesa, nossa Rute e nosso Miguel!

O relato da gravidez fiz no meu blog do multiply, mas tem alguns acessos restritos.
O que eu posso dizer é que faria tudo de novo, que com todo o inchaço, dores nas pernas no fim da gravidez, entre outras coisinhas, gerar 2 bebês foi algo emocionante e divino.
Se você sonha em ser mãe/ pai, vá atrás do seu sonho, seja gerando uma vida ou adotando uma criança, seja como for, pois ser mãe/ pai é a experiência mais rica e linda que um ser humano pode viver.

14 comentários:

Carla Pestana disse...

Eba...achei mais uma mae de gemeos.
Vivo procurando...os seus sao lindos, já estou seguindo.
Abraços

Naty disse...

Mimi,
Que relato emocionante, coisa linda de se ler, sem palavras! Se não fosse mãe, com certeza seu relato me faria pensar na idéia. Como sou mãe, só posso dizer parabéns por essa grande vitória, e concordar que ser mãe/pai é uma experiência ímpar e que nos transforma em pessoas muito mais felizes!
Um grande beijo,
Naty

Patty disse...

Mimiacho que nunca devemos desisitir de nossos sonhos e você é prova de que vale muito apena correr atrás olha que familia linda

Parabéns

bjs

Um olhar para dentro disse...

Ah Mimi, eu nem precisava ver essa foto pra entender que qqr sofrimento para ter um filho nos braços vale a pena.. mas através dele pude compartilhar um pouquinho da emoção de vcs.
Parabéns por não desistir desse sonho lindo e trabalhoso (nós que somos mãe sabemos disso), mas também mágico!
Bjssss, Carol - mãe do Enzo (cantinho das mamães)

Marynna's blog disse...

Valeu mto a pena, uma benção na vida de vcs.... Parabéns, adorei ler este post. bjs

Mônica Nogueira disse...

Roberta!
Uma grande coincidência pra mim este post!
Nunca tive coragem de assumir publicamente minha FIV e tenho pensado muito nisso ultimamente.. ADOREI sua coragem, inspiradora!
Bjs

Cris :-) disse...

Que lindo relato....
Com certeza valeu muito a pena... Parabéns querida por ter ido atrás do teu sonho.
Bj

claudia regina spinola sanchez disse...

Ro, que bacana vc dividir isso com todo mundo... concordo que a fase tentante é desgastante demais... O Felipe tb veio com ajuda da medicina... acabamos usando indutor devido a SOP que tenho... e quer saber... na proxima farei tudo de novo...
Seus filhos são lindos... e a emoção de vÊ-los a 1ª vez vale qq sacrificio...
Parabéns... queria ler seu relato no MP... estamos conectadas por lá???
Bjs
Clau Spinola

Beatriz disse...

Oi, Mimi! Adorei o relato!!! Bom saber que nosso sonho pode ser realizado hoje de forma mais fácil. Só tenho uma dúvida: a cirurgia para retirar os óvulos é tranquila? Parabéns pelos seus filhotes fofos. Com certeza, valeu a pena vocês terem passado por tudo isso. Beijos

Bia do Paulo (Clube das Esposas)

Marcia Farias disse...

Hi Rô.

Adorei saber um pouco mais da história de vocês. Realmente, tenho certeza que o Miguel e a Rute vieram na hora certa para alegrar a vida de vocês.
Eu não sei se passaria por tudo o que vocês passaram....Mas é o que eu penso, da mesma forma que teu sonho era ser mãe né?

Curta demais teus filhos liiindos!!!!!
E parabéns por ter falado sobre isso. Muitas pessoas tem medo, vergonha, sei lá!

No momento em que respeitarmos todas as formas de pensar, mesmo que diferentes da nossa, o mundo ficará melhor né?

kisses

Marcia

Uli disse...

Olá Mimi! Já estou te seguindo tbm! Linda a sua história! Um tanto parecida com a minha, já q tbm fiz FIV. Só esses exames iniciais q nem cheguei a fazer pq o meu marido tinha uma varicocele severa e só com isso a FIV já era a única indicada. Fora isso foi tudo igualzinho...rsrsrs Áhhhh sofri muito com os ovinhos de ultragestan...aff! Q horror! Fiquei toda empolada e enjoada q só. rsrs Mas valeu muuuuito a pena! Os 3 embriões q botei vingaram...Mil bjs querida!

Vanessa Caubianco disse...

Roberta, tem selinho pra vc lá no mamydegemeos.blogspot.com

bjbj

Anônimo disse...

muitos parabens, fico muito feliz por ler todos estes testemunhos que me ajudam tanto neste momento dificil da minha vida. Sou infertil ha ja 8 anos que andamos a tentar ter um filho mas em vão. Estou a começar agora uma FIV começar não pois estou esperando a minha menstruação que logo por hazar esta atrasada a 2 meses. Assim que menstruar volu começar a dar as picas! mas com tantos testemunhos que se lê estou esperançada mas muito preocupada é que infelizmente não se sabe se dará positivo logo à primeira. Mas como disse muito bem estou correndo atraz de um sonho e quando eu o alcançar vai saber tão bem mas mesmo tão bem que penso que todos estes dias de angustia serão depressa esquecidos.
Mais uma vez parabens,Obrigado pelas suas palavras

valeska disse...

Roberta acabei de ter resultado positivo da minha primeira fiv, meu nome é Valeska e tenho 37 anos e meu marido 45, estou com tanto medo de não levar a gravidez até o final! Lendo seu depoimento me emocionei e acreitei que posso conseguir.obrigada

Postar um comentário